R. Amadeu Sangiovani, 4-47
Tel: (14) 3226.5005
CEP: 17017-140 - Bauru / SP


Toxicidade hepática por medicamentos:
o efeito devastador das bombas usadas em academias será um dos temas em debate


De 30 de setembro a 3 de outubro, a Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH) realiza o XXIII Congresso Brasileiro de Hepatologia, no WTC Convention Center, em São Paulo. A expectativa é a de receber mais de 1.500 especialistas de todo o Brasil, que debaterão temas como as hepatites virais B, C e Delta; a cirrose hepática; a esteatohepatite não alcoólica e os tumores do fígado.

Hepatoxicidade faz parte de um grupo de doenças do fígado causadas por agentes medicamentosos como alopáticos, medicinais, insumos vegetais e drogas para fitness, as chamadas termogênicas, voltados para a modulação do corpo. Nesta categoria, entram os anabolizantes, suplementos e fármacos de uso injetável para dissolução de gordura. Embora muito disseminado na internet e com forte apelo comercial, não são recomendáveis cientificamente.

“Não há estatística, embora se perceba aumento do número de casos de toxicidade hepática nos atendimentos clínicos. É uma situação nova, porém a subnotificação é brutal, inclusive devido à dificuldade em identificar a causa, em algumas situações por conta do frequente uso concomitante de substâncias”, explica dr. Raymundo Paraná, chefe do serviço de Gastro-Hepatologia do Hospital Universitário Professor Edgard Santos da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e ex-presidente da SBH.

Felizmente, a maioria dos casos apresenta sintomas leves como intolerância, mal estar ou aparece em alteração laboratorial. A hepatite aguda, presente em menos de 10% destes registros, tem sinais mais aparentes como urina escura e olhos amarelados. Em sua forma mais grave, atinge o fígado, o que pode levar a uma cirrose. A combinação de stanozolol, oxandrolona e testosteronas (termogênicos) tem potencial de causar perda da capacidade do fígado de excretar bile, adenoma e até câncer de fígado.

Segundo dr. Paraná, é importante alertar que a tal “medicina do fitness” e “anti-age” não são reconhecidas pelo Conselho Federal de Nutrição e Conselho Federal de Medicina. A SBH trabalha para denunciar estes maus profissionais e alertar sobre a importância do diagnóstico precoce. Por meio de mecanismos de controle, que os hepatologistas terão à sua disposição, é possível relatar os casos pela Sociedade.

“Saber usar a medicação e não cair no apelo comercial - que não tem qualquer comprometimento científico - é a melhor arma para a prevenção. Porém, em caso de uso excessivo, o tratamento ideal é a suspensão da medicação”, reforça.

Alerta

O chá verde em cápsula ou injetável é o campeão das toxicidades. Ao contrário do que se imagina, ele não tem ação oxidante. Possui uma substância catequina, que mata as células do fígado e responde por altos índices de transplante e até mortalidade. Óleo de cártamo, chá tapete de Oxalá e cavalinha também merecem cuidado na ingestão.

Mesmo as vitaminas em excesso têm potencial tóxico, não protegem e ainda podem ser prejudiciais. O exagero de vitamina D pode causar hipertensão arterial; A, cirrose hepática; e a E, aumenta em três vezes o risco de AVC hemorrágico.

“Esta discussão deve ser abrangente e é de extrema importância chamar a atenção para os riscos, inclusive, de automedicação por alopáticos, além de esclarecer sobre os modismos dos medicamentos para modulação que permeiam a mídia e oferecem riscos graves para a saúde”, completa dr. Raymundo.

SBH

“Este é o mais importante e tradicional evento do calendário da SBH, sempre priorizando a qualidade científica e os tópicos atuais de nossa especialidade. Além disso, teremos aproximadamente 40 convidados internacionais, que abrilhantarão a programação científica”, destaca o dr. Edison Roberto Parise, presidente da SBH. “Serão apresentadas novidades sobre as tendências genéticas ao alcoolismo e às doenças hepática, novíssimas terapêuticas Hepatites C, tratamentos experimentais sobre lesões, entre muitos outros avanços da medicina em nosso campo de atuação”.

As inscrições realizadas até 15 de setembro terão valores mais acessíveis e especiais. Saiba tudo sobre o Congresso em http://hepato2015.com.br

 

XXIII Congresso Brasileiro de Hepatologia

Data: 30/09 a 03/10

Local: WTC Convention Center

Endereço: Av. das Nações Unidas, 12.551 - Brooklin Novo - São Paulo - SP

Informações: (11) 3141.0707 / hepato2015@gt5.com.br / http://hepato2015.com.br


Assessoria de Imprensa
Acontece Comunicação e Notícias
Giulianna Muneratto ou Kelly Silva
(11) 3853.0770 / 3871.2331
acontececom7@acontecenoticias.com.br
www.acontecenoticias.com.br


:: retornar ::