R. Amadeu Sangiovani, 4-47
Tel: (14) 3226.5005
CEP: 17017-140 - Bauru / SP


Resistência bacteriana a antimicrobianos

Eventualmente, algumas bactérias podem adquirir mecanismos de resistência em pacientes que utilizam antimicrobianos como base de seu tratamento médico. O micro-organismo primariamente é sensível aos antimicrobianos e pode sofrer uma mutação desencadeada pelo uso indevido ou excessivo a esses remédios, tornando-o resistente à determinada medicação.

Segundo a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Dra. Thaís Guimarães, o desenvolvimento da resistência está associado ao uso prévio e indevido dos antimicrobianos. Utilizar antibióticos sem real necessidade e indicação médica promove a eliminação das bactérias sensíveis, restando apenas as já resistentes. Ainda, pode ocorrer de novas bactérias desenvolverem essa resistência a determinado antimicrobiano como forma de sobrevivência.

Para detectar se uma bactéria é resistente a certo remédio, são realizados testes laboratoriais denominados exames de cultura. Em pacientes com algum tipo de infecção, são colhidas amostras para localizar e identificar o crescimento bacteriano em amostras biológicas como sangue, urina e secreções. A partir daí, o germe é isolado e no laboratório é realizado um exame para testar a sensibilidade da bactéria aos antimicrobianos.

Algumas espécies conhecidas já são naturalmente resistentes a determinados antimicrobianos. No entanto, a maioria delas desenvolve esse mecanismo vigência do tratamento. "Para prevenir sua proliferação, é necessário tratar a infecção com antibióticos eficazes para sua erradicação", diz. Nesse caso, as bactérias deixam de se multiplicar e a infecção é controlada.

Em infecções graves, pode-se combinar diferentes antimicrobianos para garantir a eliminação da bactéria. "Assim, o uso prudente e racional de antibióticos deve ser realizado sempre com prescrição médica para garantir um tratamento eficaz e sem prejuízos ao paciente", conclui a infectologista.


Assessoria de Imprensa
Acontece Comunicação e Notícias
Chico Damaso, Giovanna Frugis, Kelly Silva
(11)  3873.6083 / 99911.8117
acontece@acontecenoticias.com.br
www.acontecenoticias.com.br


:: retornar ::