R. Amadeu Sangiovani, 4-47
Tel: (14) 3226.5005
CEP: 17017-140 - Bauru / SP


Pelos e mamas antes dos oito anos?
Fique atento, pode ser puberdade precoce!
 

É comum ouvir dos mais velhos que hoje em dia as crianças estão desenvolvendo-se mais cedo do que antigamente. Porém, até que ponto isso é normal? A puberdade precoce é caracterizada pelo desenvolvimento sexual secundário - nas meninas antes dos oito anos, já os meninos, dos nove - identificada, principalmente, pelo crescimento de pelos e mamas.

"Suas causas podem ser muitas e devem ser investigadas, a fim de proporcionar diagnóstico e tratamento adequados", informa a ginecologista Cristina Laguna, membro da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP). Há dois tipos:central e periférico. Na primeira, há alteração do hormônio liberador de gonodotrofinas, produzido no hipotálamo, região do cérebro. A periférica acontece quando há aumento dos níveis de estrogênio e testosterona, em glândulas como os ovários ou as supra renais, por exemplo.

"Em 80% dos casos há uma explicação única: a criança começou a desenvolver-se mais cedo e a resposta hormonal levou à puberdade antes da idade prevista. Mas sabemos que os nascidos abaixo do peso; com histórico familiar; adotados, por motivações psicológicas que ainda estão em estudo; e obesos são propensos - com cerca de dez a vinte vezes mais chances. Além disso, tumores também podem influenciar", explica Laguna. Segundo a médica, há, ainda, pesquisas que indicam a influencia de fatores ambientais, que alteram os estímulos dos hormônios.

Quais são os sintomas?

Os sinais são diferentes entre os sexos. Nos garotos ocorre o crescimento dos testículos e do pênis, mudança no timbre da voz, alteração comportamental com tendência a agressividade e pelos no rosto. Já nelas há o broto mamário seguido do crescimento das mamas e menstruação antes dos dez anos de idade. Não somente, há indícios comuns a ambos: crescimento de pelos na região genital e de baixo do braço, odor axilares, crescimento acelerado, aumento da oleosidade da pele e acne.

"Dificilmente todos os sintomas aparecerão juntos. Por isso, é fundamental que os pais observem as crianças e seu desenvolvimento. Ao notarem traços que possam identificar uma puberdade precoce, devem encaminhar rapidamente os filhos a um médico pediatra ou ginecologista", ressalta a dra. Cristina Laguna.

Quais são as consequências?

É associada diretamente com a baixa estatura. Apesar de no início dos sintomas o estirão acontecer mais cedo, a parada do crescimento também. "Após os três anos, as crianças crescem estavelmente - em média, cinco centímetros ao ano - e durante a puberdade, o crescimento é de aproximadamente 16 cm para as meninas e para os meninos, 20 cm. Após isso, pouco resta até que estabilize o tamanho. Ou seja, a puberdade precoce adianta todo esse processo", detalha a ginecologista.

Além disso, problemas psicológicos e emocionais podem surgir. De acordo com a especialista, a explicação para isso é a diferença do indivíduo perante seu círculo social. "Pode-se notar, sobretudo, nas garotas, cujo corpo desenvolvido não é regular para a sua idade e entre o grupo de amigas, além da imaturidade para lidar com a menstruação. Tratando-se dos garotos, a voz começa a desafinar antes dos colegas, além do aparecimento de pelos na face e axila - que pode deixá-los desconfortáveis frente ao grupo".

O tratamento é diferente a partir das causas desencadeadoras. Porém, o objetivo é similar: interromper a resposta hormonal e, no caso das meninas, impedir a menarca imatura. Por isso, o diagnóstico tardio deve ser evitado, já que pode fazer com que a terapêutica não tenha o controle objetivo.


Assessoria de Imprensa
Acontece Comunicação e Notícias
Karina Morais ou Kelly Silva
(11) 3873.6083 / 3871.2331
acontececom4@acontecenoticias.com.br
www.acontecenoticias.com.br


:: retornar ::