R. Amadeu Sangiovani, 4-47
Tel: (14) 3226.5005
CEP: 17017-140 - Bauru / SP


Secretaria da Saúde e Sociedade de Pediatria debatem o direito à amamentação
em ambiente de trabalho

Evento acontece em 7 de agosto, das 8h30 às 12h, com a participação do secretário David Uip

Em 7 de agosto, como parte da XXIV Semana Mundial da Amamentação, a Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP), com o apoio da Secretaria Estadual de Saúde (SES), realizará importante debate sobre o tema "Amamentação e Trabalho".

Profissionais da saúde da atenção básica, de hospitais, universidades, empresas, sindicatos e RHs estão convidados a discutir como oferecer uma situação de proteção ao aleitamento para colaboradoras em período de amamentação, além de condições assistir os filhos durante o período de trabalho com a disponibilidade de salas de apoio à amamentação e de creches.

A abertura dos debates terá a participação do secretário de estado da saúde, David Uip, do presidente da SPSP, dr. Mário Roberto Hirschheimer e da presidente do departamento científico de aleitamento materno da sociedade, dra. Marisa da Matta Aprile.

Em seguida, haverá a mesa redonda "Amamentação e trabalho: para dar certo, o compromisso é de todos", também sob coordenação da dra. Marisa Aprile e secretariada pela dra. Maria José G. Mattar, vice-presidente do departamento de aleitamento materno da SPSP. Serão apresentadas maneiras de articular o período de aleitamento com o emprego, as leis de licença maternidade e a importância das salas de apoio à amamentação.

De acordo com a dra. Marisa, a Lei de Licença Maternidade oferece 4 meses para funcionárias de empresas privadas, mas o correto seriam 6, para que a funcionária possa cuidar adequadamente do filho.

"Preconizamos que o aleitamento materno seja o alimento exclusivo do bebê até os 6 meses de idade; as empresas precisam oferecer condições para que a mãe possa estar junto à criança".

Com medo de desemprego em virtude do período que estão afastadas durante a licença, muitas mulheres acabam abrindo mão da amamentação. "As empresas devem aderir à licença maternidade ampliada, deixando claro que a mãe não será punida, pois é fundamental que amamente seu bebê. As mulheres também devem lutar por esse direito, pois, assim, serão capazes de mudar a realidade de seu local de trabalho".

É interessante ainda que a empresa disponibilize à mulher uma sala de apoio à amamentação. O espaço deve ser adequado, com lavatório e geladeira, para que possa colher e armazenar adequadamente seu leite, sem descartá-lo. Também é necessário pensar no futuro: ter uma creche próxima ao trabalho ou na própria empresa é de extrema relevância; desse modo, a mulher poderá acompanhar melhor o crescimento e desenvolvimento do filho.

A dra. Maria José, que também é consultora para área técnica da saúde da criança e aleitamento materno do Ministério da Saúde para o estado de São Paulo, explica que, além de esclarecer a temática principal, o evento deixará empresários inteirados sobre como a amamentação é de extrema importância para a saúde do bebê, para que, assim, percebam que, ao fornecerem um amparo para a mãe, terão ganhos que compensarão os gastos com o investimento da implantação das salas de apoio à amamentação: "O leite materno é, de fato, o melhor alimento para a criança até os dois anos, por isso o empregador deve fazer parte deste processo de apoio."

No debate promovido pela SPSP e a Secretaria da Saúde, empresas como SENCOCI, Eurofarma, Hospital Municipal e Maternidade Escola Dr. Mário de Moraes Altenfelder Silva e Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti apresentarão suas experiências com salas de apoio à amamentação, mostrando que os benefícios não são exclusivos das funcionárias, mas também dos empregadores:

"A mulher faltará menos ao trabalho, será mais comprometida, produzirá mais e terá mais disponibilidade sabendo que seu filho está mais sadio, sendo bem alimentado e bem cuidado. A empresa deve oferecer esses benefícios para que a mãe e o filho possam ter uma vida mais saudável, o que, consequentemente, trará melhorias ao ambiente de trabalho", pondera dra. Maria José.


Evento da XXIV Semana Mundial da Amamentação
Horário: 8h30 às 12h
Local: SES - Auditório Luis Mussolino - Av. Dr. Arnaldo, nº 351 - Térreo.


Assessoria de Imprensa
Acontece Comunicação e Notícias
Giovanna Frugis, Giulianna Muneratto ou Kelly Silva
(11) 3853.0770 / 3871.2331
acontececom7@acontecenoticias.com.br
www.acontecenoticias.com.br


:: retornar ::